Processo de aprendizagem: quais são as chaves para o sucesso?

Blog

Blog Processo de aprendizagem: quais são as chaves para o sucesso?

Comments (1) / 31 de agosto de 2017 /

Todo mundo torce para que seus filhos sejam estudiosos e tirem boas notas na escola, certo? Porém, o processo de aprendizagem não é igual para todos e, quando algo não vai bem, o primeiro passo é investigar a causa.

Alguns distúrbios de aprendizagem — tais como dislexia e déficit de atenção — são mais comuns do que imaginamos e o diagnóstico depende de uma avaliação por parte de alguns profissionais, como psicopedagogos, psicólogos, pediatras, dentre outros. As causas podem estar relacionadas a fatores cognitivos, genéticos, ambientais e psicossociais.

Entretanto, descobrir que o seu filho apresenta algum distúrbio relacionado a aprendizagem não é motivo para desespero. Na grande maioria dos casos, o tratamento apresenta bons resultados. Inclusive, existem fatores que ajudam na superação dessas barreiras e favorecem a aprendizagem. Para você entender melhor, listamos abaixo 5 deles:

1. Familiarização

Crianças com dificuldades de aprendizagem respondem melhor à intervenção quando escola, família e sociedade trabalham juntas. Isso porque a criança precisa se sentir acolhida para se desenvolver melhor.

Tratar com indiferença ou ressaltar para a criança que o seu desempenho não é satisfatório só pioram a situação. Ou seja, você deve mostrar que ela também tem pontos fortes e incentivá-la a desenvolver aqueles que ainda precisam ser melhorados. Afinal, a criança que apresenta essas dificuldades costuma sentir-se frustrada e desmotivada por não conseguir “acompanhar os colegas de classe”.

2. Aquecimento

Para aprender qualquer conteúdo, antes de tudo, é necessário “entrar no clima”, especialmente quando a criança demanda um tempo maior para o aprendizado. Sendo assim, elas devem ser inseridas no contexto da matéria a ser aprendida. Quando escola e família estão em sintonia, a tendência é que tudo isso flua melhor.

3. Treinamento

Algumas crianças precisam de uma quantidade maior de exercícios para assimilar determinadas matérias. Isso deve ser respeitado para que os resultados sejam satisfatórios. Se for o caso, estimular seu filho a realizar exercícios e “ajudá-lo” a estudar a matéria aprendida na escola fará com que ele tenha um melhor aproveitamento.

4. Adaptação

Muitas vezes, os mecanismos de ensino precisam ser modificados, sendo necessária uma maior inserção de elementos lúdicos para que a criança consiga entender tudo mais facilmente. Infelizmente, o sistema de ensino em nosso país não conta com toda essa flexibilidade.

O que fazer então? Converse com um psicopedagogo da escola do seu filho e exponha as dificuldades e anseios pelas quais vocês estão passando. Também peça ajuda ao psicólogo sobre a melhor forma de auxiliar com a lição de casa, por exemplo.

5. Inclusão

Jamais compare uma criança com o irmão ou amigo que apresenta melhor desempenho na escola. Esse tipo de comparação tende a ter um efeito reverso, fazendo com que ela se sinta inferior às outras e produza menos.

Esse sentimento de inferioridade, por sua vez, pode agravar um distúrbio já existente. Portanto, caso o diagnóstico seja positivo, vença seus próprios preconceitos e entenda que ela demora mais a aprender por uma condição que apresenta, e não porque é “burra” ou preguiçosa. Sendo assim, ajude-a no que for necessário e encoraje-a sempre, fazendo com que se sinta realmente capaz.

Gostou das nossas dicas para otimizar o processo de aprendizagem de crianças que apresentam dificuldades? Deixe o seu comentário ou dúvida aqui no post.

One Response to " Processo de aprendizagem: quais são as chaves para o sucesso? "

  1. […] tratada pode ter a sua capacidade de concentração prejudicada a ponto de interferir seriamente no aprendizado. Daí a importância de levar o pequeno ao psicólogo ao primeiro sinal de que ele não consegue se […]

Deixe uma resposta para Entenda quando é a hora de levar uma criança ao psicólogo - Núcleo Paulista de Psicologia Aplicada Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *